CONCREGEO Engenharia - Projeto Estrutural | Projeto Geotécnico

PROJETO DE FUNDAÇÃO

O projeto de fundação constitui um conjunto de elementos estruturais,   que são destinados a transmitir ao solo todas as cargas provenientes da estrutura. Esses elementos devem possuir resistência adequada para suportar as tensões   causadas pelos esforços solicitantes.   O solo que circunda o elemento de fundação também deve possuir resistência e rigidez apropriada para não sofrer   ruptura e não apresentar deformações exageradas ou diferenciais.

O sistema da fundação é formado pelo   elemento estrutural que fica abaixo do solo   constituído por bloco, sapata,   radier,   estacas ou tubulão,   além do maciço de solo envolvente sob a base e ao longo do fuste de cada   elemento estrutural.   A função desse sistema é suportar   com segurança as cargas provenientes   da estrutura.

Em situações convencionais,   o projetista estrutural repassa ao   projetista de fundação as cargas que serão transmitidas   aos elementos de fundação.   Confrontando essas informações com as características do solo onde   será edificado,   o projetista de fundação   calcula o deslocamento desses elementos e compara com os recalques admissíveis da estrutura, ou seja,   primeiro elabora-se o projeto   estrutural e depois o projeto de fundação.

Quando o projeto estrutural é elaborado em separado ao projeto de fundação,   considera-se que durante o dimensionamento das estruturas, a fundação terá um comportamento rígido e indeslocavel.   Na realidade, tais apoios serão deslocáveis e esse fator tem grande contribuição para uma redistribuição de esforços nos elementos da estrutura.

Essa redistribuição   ou nova configuração de esforços nos elementos da estrutura, em especial nos pilares, provoca uma transferência das cargas dos pilares mais carregados para os pilares menos carregados.

Geralmente os pilares centrais   são os mais carregados que os da periferia e ao considerarmos a interação solo-estrutura no dimensionamento da fundação, os pilares que estão mais próximos do centro terão uma carga menor do que a calculada, havendo uma redistribuição de tensões.

Dessa forma,   é possível estimar os efeitos da   redistribuição dos esforços na estrutura do edifício,   assim como a intensidade e a forma dos recalques diferenciais. Por consequência, obtém-se um projeto bem mais otimizado, podendo alcançar uma economia que pode chegar em até 50% do custo de construção de uma fundação.

Portanto,   toma-se clara a importância da união entre o projeto estrutural e o projeto de fundação em um único projeto,   uma vez que os dois estão totalmente interligados   e mudanças em um provocam reações imediatas no outro.

A   CONCREGEO   Engenharia   desenvolve o projeto estrutural e   o projeto de fundação por meio   de uma analise conjunta, como boa prática de engenharia para obter a melhor relação custo beneficio aos nossos clientes.